• latesfip

Ciclo de debates "Brasil: Estado de exceção" - Políticas de austeridade em saúde pública:


Dando continuidade ao ciclo de debates "Brasil: Estado de exceção", que tem como proposta discutir medidas tomadas ao longo do governo interino de Michel Temer, debateremos os impactos da nova condução de governo nas políticas públicas de saúde. A nomeação de Ricardo Barros (PP) causou, já de início, avaliações negativas por parte de estudiosos e militantes da área. O prognóstico - a morte ou o fim do SUS - não é absurdo: já em sua posse, o atual ministro declarou ser necessária uma repactuação em relação aos direitos garantidos pela Constituição de 1988 - "o tamanho do SUS deve ser revisto e redimensionado". Além dessa nova orientação da pasta, ainda tramitam no Congresso o PL 13.097/15 - que permite a participação do capital estrangeiro nas ações e cuidados em saúde -, a PEC 143/15 - que visa alterar a constituição Federal quanto as despesas com políticas públicas e a arrecadação de impostos e que já foi aprovada - e, finalmente, a PEC 451/14, que inclui, como garantia fundamental, os planos de saúde como assistência a ser fornecida pelas empresas. Nesse sentido, o SUS, enquanto universal, equânime e integral, parece ter seus dias contados por políticas de austeridade impostas aceleradamente. É neste contexto que o Latesfip convida especialistas e militantes para o debate: "Políticas de austeridade em saúde pública: o fim do SUS?". Com: Daniel Beltrammi Superintendente do Complexo Hospitalar do Município de São Bernardo do Campo Sérgio Lima Fórum Popular de Saúde Francisco R. Funcia Economista, professor da USCS, consultor da FGV e COFIN/CNS Coordenação: José Alexandre Buso Weiller Doutorando/Faculdade de Saúde Pública da USP, Vice presidente da Associação Paulista de Saúde Pública Sábado, 09/07, 10h Local: Cifa Itaquera - Rua Flores do Piauí, 170 Evento público, aberto e gratuito.


124 visualizações

latesfip - laboratório de teoria social, filosofia e psicanálise - universidade de são paulo

buli © 2019