Figuras de Lacan

A título de esclarecimento, chamamos de figura aqui, de maneira bastante geral, a qualquer objeto que se destaque do corpo do texto (mesmo em nota de rodapé ou nas margens da página). Estes objetos podem ser desenhos, diagramas, grafos, esquemas, fórmulas, matemas, letras chinesas, figuras matemáticas, figuras topológicas, mapas, nós, tranças, etc. De modo amplo, tudo aquilo que não possa ser facilmente digitado em um programa de edição de texto foi tratado como figura para a confecção.

Todas as figuras foram refeitas vetorialmente por Roberto Lopes Mendonça, como parte do trabalho de pós-doutorado em Psicologia da USP, com supervisão do professor Christian Ingo Lenz Dunker. Não é possível deixar de lado a enorme contribuição da filha do pós-doutorando em questão, Mirna Mendonça e Silva, que muito fez pela confecção das figuras.

O projeto inicial prevê a confecção de todas as figuras dos Escritos, Outros Escritos e Seminários de Jacques Lacan publicados no Brasil pela Editora Jorge Zahar, detentora dos direitos autorais em nosso país, que são tradução brasileira dos textos estabelecidos por Jacques-Alain Miller. Após este primeiro momento, outras versões serão também trabalhadas.

Todas as figuras estão disponíveis gratuitamente para download, em alta definição. Solicitamos a quem as utilizar citar a fonte (em cada seminário, assim como nos Escritos e Outros Escritos há a referência da fonte brasileira e francesa consultadas). Solicitamos àqueles que fizerem uso das mesmas, citar, ainda que em forma de agradecimento, o professor Christian Dunker, que disponibiliza o site do Latesfip para este repositório, assim como os que as confeccionaram: Mirna e Roberto Mendonça. Solicitamos também que, caso alguém encontre algum erro em algum das figuras disponibilizadas, por favor entre em contato pelo e-mail a seguir:

robertomendoncapsi@gmail.com

Em cada um dos textos, quando for o caso, haverá algumas observações que tratam de possíveis discrepâncias entre a versão francesa e a brasileira.

Para localização e facilidade de citação das mesmas, as figuras são nomeadas como nos exemplos a seguir (exemplos tomados do texto dos Escritos):

B52 – F48

Na versão brasileira consultada a figura em questão se encontra na página 52 (B52), enquanto na versão francesa, a mesma se encontra na página 48 (F48).

No caso de haver mais de uma figura na mesma página, haverá uma indicação da ordem de aparecimento de tal figura na página, seguindo a ordem do texto, como nos exemplos abaixo

B54-1 – F49

Tal figura é a primeira da página 54 da versão brasileira e a única da página 49 da versão francesa.

Outras combinações são possíveis, como o caso de haver mais de uma figura na versão brasileira na mesma página e mais de uma figura na versão francesa na mesma página, como no exemplo abaixo

B502-1 - F499-1

Tal figura é a primeira da página 502 da versão brasileira, e a primeira da página 499 da versão francesa.

 

Tomemos um exemplo palpável: a figura do esquema R tal como aparece no texto De uma questão preliminar a todo tratamento possível da psicose, nossa figura B559 - F553.

Tal texto foi escrito por Lacan de dezembro de 1957 a janeiro de 1958. A publicação da versão brasileira dos Escritos foi editada em 1998.

 

Utilizando as normas da ABNT teríamos a seguinte forma:

No texto:

(LACAN, 1957-1958/1998, p. 559)

Nas referências:

LACAN, Jacques. A ciência e a verdade (1957-1958). In: LACAN, Jacques. Escritos (pp. 537-590). Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1998.

 

Utilizando as normas da APA teríamos a seguinte forma:

No texto:

(Lacan, 1957-1958/1998, p. 559)

Nas referências:

Lacan, J. (1957-1958/1998). De uma questão preliminar a todo tratamento possível da psicose. Em J. Lacan. Escritos (pp. 537-590). Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed.

Clique nos botões abaixo para acessar o trabalho.

latesfip - laboratório de teoria social, filosofia e psicanálise - universidade de são paulo

buli © 2019